Lapig comemora 10 anos em sede própria

O Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (Lapig) do Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa) da Universidade Federal de Goiás (UFG) irá comemorar, no próximo dia 24 de agosto, dez anos de funcionamento em sede própria. O evento vai reunir, nas imediações do laboratório, autoridades da Universidade e de outras Instituições do Estado com o objetivo de apresentar as parcerias e os projetos de ensino, pesquisa e extensão que foram realizados ao longo desses anos.

Construção da sede própria

A sede própria foi construída por meio de recursos da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), mais especificamente do fundo setorial CT – Infra, cujo objetivo é viabilizar a modernização e ampliação de infraestruturas em instituições públicas de ensino superior e de pesquisas brasileiras. O recurso foi fundamental para que o Lapig pudesse acomodar atividades que já não comportavam no espaço de uma sala que foi concedida pelo antigo Instituto de Química e Geografia (IQG).

Nesse momento, o laboratório havia se expandido muito por conta dos importantes convênios, projetos e pelo envolvimento crescente com a pós-graduação. Entre o processo de idealização e a construção, o prédio levou aproximadamente três anos para ser entregue, sendo inaugurado em abril do ano de 2008.

Em 2011, devido ao crescimento acelerado das atividades e da equipe, o professor Edward Madureira Brasil, na época em seu primeiro reitorado, apoiou a solicitação de ampliação das nossas instalações. A justificativa foi mais uma vez a grande expansão do laboratório, como a oportunidade de tornar-se referência na área de geomática ao construir salas de aulas informatizadas para receber aulas da graduação, pós-graduação e cursos de extensão. Essa expansão do Lapig foi entregue mais tarde, em 2014, sendo a estrutura que se mantém atualmente.

 

 

Texto: Mariana Gomes

Foto: Divulgação