Atlas das Pastagens Brasileiras

As áreas de pastagens ocupam aproximadamente 20% do território nacional, constituindo a maior classe de uso e cobertura da terra do Brasil. Como a maior parte do rebanho bovino brasileiro é alimentado a pasto, estas áreas são relevantes para a atividade pecuária do país. O Atlas Digital das Pastagens Brasileiras, é uma plataforma que consolidou dados e informações sobre esta importante classe. Disponibilizamos, para todo o Brasil, uma série histórica de mapeamentos de pastagem com 33 mapas, sendo eles de 1985 á 2017, os quais permitem analisar o valor das áreas de pastagem, por diversas regiões de interesse (e.g. biomas, estados, municípios). Dentre outros dados que compõem a plataforma.

Base de dados geográficos:

  • Áreas de pastagem do Brasil: Série histórica das áreas de pastagens do Brasil, produzida para toda a extensão territorial brasileira, para os últimos últimos 33 anos (1985 a 2017), no âmbito do projeto do Mapbiomas.
  • Lotação Bovina: a série histórica de lotação bovina (UA/ha) em escala municipal, produzido com os dados obtidos pelo Censo Agropecuário do IBGE e os mapas de pastagens, pode indicar zonas de alta produtividade e/ou subutilizadas. 
    Potencial de Intensificação: É determinado a partir da diferença entre taxa de lotação bovina gerada a partir de dados censitários do IBGE e a capacidade de suporte, produzida por meio de dados satelitários de produtividade, indicando que em 2015 o Brasil teve uma lotação bovina de 0,97 UA/ha e uma capacidade de suporte de 3,6 UA ha/1.
  • Índice de Degradação das pastagens brasileiras: Indicativo da qualidade de pastagens, gerado pelo Lapig, produzido por meio de uma análise de tendências sobre anomalias acumuladas, pixel a pixel e para o período de 2011 a 2016. Esta análise utilizou dados satelitários (NDVI/MOD13Q1) e avaliou perdas ou ganhos em produtividade. As áreas com tendência significativas de perda em produtividade (p < 0.05) foram consideradas com indícios de degradação.
  • Pontos coletados em campo: Nos últimos anos o LAPIG realizou vários trabalhos de campo, buscando coletar coordenadas de uso e cobertura do solo, bem com dados sobre forrageiras, condições e manejo de pastagens em vários municípios do Brasil.
  • Pontos Visualmente Inspecionados: Pontos de uso e cobertura da terra inspecionados por um conjunto de intérpretes via ferramenta TVI, desenvolvida pelo LAPIG, os quais foram utilizados para calibração e avaliação dos mapas de pastagem do Brasil.

Este portal encontra-se em processo contínuo de aprimoramento, sendo adicionados novos dados periodicamente.

 

Acesse nosso Atlas